Instale nosso app na tela do seu celular


Participe do nosso grupo no
WhatsApp
Japeri
Japeri
Japeri
Japeri



Supervia sem controle de suas estações


 Foto: Reprodução/ TV Globo

Atrasos, insegurança e preço alto das passagens já faziam parte do dia a dia do trabalhador usuário do ramal de Japeri da Supervia.

Agora, os moradores de Japeri enfrentam um grande problema, a falta de trem. Diferente era quando o trem apenas atrasava, hoje a realidade e a falta de trem devido aos furtos de cabos e grampos das linhas.

As imagens divulgadas pelo RJTJ deixaram os usuários da Supervia estarrecidos e mais do que isso, preocupado com a manutenção do seus empregos, já que para os moradores de Japeri, Paracambi e Queimados, a distância é um dos fatores de empresas enviarem contratar esses funcionários.

O RJTV mostrou estações tomadas por criminosos, onde são vendidos produtos roubados, drogas e agora também sevem de moradia.

Segundo a reportagem do Jornal Extra desta sexta (3), a Supervia tem apenas 180 seguranças, uma média de 1 para cada estação e em muitas deles, nem há cobrança de passagem por conta da insegurança aos funcionários.

Em reunião com os órgãos de segurança e transporte do Estado, cerca de 200 policiais serão deslocados para esses regiões mais afetadas.

– As estações viraram comunidade controladas pelo crime e a gente não consegue retirar assim facilmente, disse o presidente da Supervia, Carlos Sanches.