22/10 – Espetáculo inédito “Constituição”, com idealização de Natasha Corbelino, estreia no Espaço Cultural Código 




22/10 – Espetáculo inédito “Constituição”, com idealização de Natasha Corbelino, estreia no Espaço Cultural Código 


Por Redação

Acreditamos que a Carta Magna é uma obra para estar na boca do povo 

O espetáculo Constituição, com idealização de Natasha Corbelino, da Corbelino Cultural, é uma convocação ao exercício da democracia, protagonizando a Carta Magna de 1988. No dia 22 de outubro, às 17h, acontece a culminância deste projeto, construído ao longo de 3 anos, que será dramatizado em leitura por 9 atrizes no Espaço Cultural Código, em Japeri. A entrada é franca. 

Na dramaturgia inédita de Cecilia Ripoll, que foi indicada ao Prêmio Shell 2019 por “Rose”, eleito melhor texto do Núcleo de Dramaturgia do SESI RJ, são trazidas para o palco mulheres dos coletivos Que boca na cena?, programa antirracista continuado com curadoria de Juliana França, Damiana Inês e Natasha; da Coletivona, coletivo de mulheres que se reúnem na Maré; e do Grupo Código, companhia teatral com mais de 16 anos de pesquisa em linguagem e com o território. 

Em uma busca pela valorização da memória favelada dentro da História, o espetáculo traz para o debate e para a cena jovens periféricos em formação. A partir da Constituição Brasileira de 1988, reflete-se sobre direitos garantidos e muitas vezes cerceados por uma sociedade que flerta com seu conservadorismo e constrói um modelo de exclusão social. Diante desse cenário, Cecilia faz uma provocação: “Em que medida é possível conciliar os princípios e diretrizes básicas de uma sociedade que se pretende justa diante do avanço dilacerante do neoliberalismo das últimas décadas?” 

Por ser um assunto de interesse público, desde 2019, ao longo do processo de criação, Natasha Corbelino realizou a leitura da Carta Magna em diversos locais, como pontos de ônibus de Santa Maria (RS) e praças públicas, sempre com os cidadãos brasileiros ao seu redor. Em 2021, a artista leu a Constituição na íntegra no Oi Futuro, com duração de 8h e transmissão ao vivo, dentro do projeto “Boleto em cena”, que buscava aliviar os transtornos econômicos causados pela pandemia em ações que estimulavam o pagamento de boletos do público. 

Já em 2022, foi organizada uma leitura coletiva em voz alta, para abertura do Festival Midrash de Teatro, no Teatro Café Pequeno. Nesse mesmo ano, Corbelino realizou três projetos com a Constituição em foco, um deles no Museu da Maré, na 3ª edição do Cine Coletivona, quando também foi feita uma abertura do processo de criação do texto de Ripoll. Agora, leitura e dramaturgia estão envolvidas e prontas para o grande ato: a apresentação no Espaço Cultural Código. “É esse o desejo do projeto, gerar ações que mostrem a Constituição como uma dramaturgia de vida, através das artes da cena”, afirma a atriz. 

A estreia da dramaturgia acontece dentro da programação que celebra os 17 anos do Grupo Código e conta com apoio institucional do Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, através do edital Retomada Cultural RJ 2. 

SERVIÇO: 

Data: 22/10/2022 

Horário: 17h 

Local: Espaço Cultural Código (Rua Davi, 397 – Nova Belém, Japeri) 

Classificação etária: 12 anos 

Entrada Franca 

FICHA TÉCNICA: 

Idealização, Pesquisa e Performance: Natasha Corbelino 

Criação da Dramaturgia: Cecilia Ripoll 

Direção leitura performativa: Cecilia Ripoll e Natasha Corbelino 

Atrizes no Grupo Código: Natasha Corbelino e integrantes da Coletivona, do Que Boca na Cena? e do Grupo Código: Carolina Godinho, Leona Kali, Carol França, Nil Mendonça, Débora Crusy, Emili Lemos, Marilene Oliveira, Adrielle Vieira 

Direção de Produção: Monique Vaillé 

Produção Executiva: Milena Monteiro  

Produção Local: Grupo Código em Japeri e Gisa Monte na Maré 

Produção de Base: Waleska Arêas 

Parcerias: Museu da Maré e Grupo Código 

Comunicação Comunitária: Patrick Lima 

Programação Visual: Lucas Moratelli 

Mídias sociais: Waleska Arêas 

Acessibilidade: JDL Traduções 

Administração Financeira: Nely Coelho 

Produção de Pagamentos: Natasha Corbelino 

Prestação de Contas: Monique Vaillé 

Contador: Jopec Serviços Administrativos e Marize Milanês 

Realização: Corbelino Cultural e Delas Cultural