Publicado em 21/11/2018

A história da Granado



Quem chega a Japeri por Engenheiro Pedreira, vê na altura do bairro Marajoara uma gigantesca fábrica, a Granado.

A marca Gramado foi fundada em 1870, pelo português José Antônio Coxito Granado, a Granado ficava na rua Direita, hoje Rua Primeiro de Março, no Centro da cidade do Rio de Janeiro, uma das mais movimentadas da época.

No começo, a Gramado manipulava produtos com extratos vegetais cultivados no sítio de seu José Antônio em Teresópolis.

Devido a qualidade dos produtos, a Granado recebeu o título de Farmácia Oficial da Família Imperial Brasileira no ano de 1880.

Em 1903, João Bernardo Granado, irmão de Coxito, criou o Polvilho Antisséptico, produto mais antigo e carro-chefe da empresa. Sua fórmula, que teve registro aprovado por Oswaldo Cruz, permanece inalterada.

Em 1912, a farmácia expandiu para um prédio na rua do Senado, onde até o início dos anos 2000 funcionava uma das suas fábricas.

De lá para cá, duas novas fábricas foram construídas para otimizar a produção de seus produtos. A primeira em Belém do Pará e a segunda em Japeri.

Após três gerações sob o comando da Família Granado, a presidência da empresa passou para inglês Christopher Freeman. Em 2004, já sob o seu comando, a Phebo foi incorporada à empresa, bem como os produtos que fabricava. Três anos depois, novos produtos começaram a ser desenvolvidos: a linha Isabela Capeto, colônias e velas perfumadas.

Já com parte da produção feita em Japeri, já se pode ver na prateleiras dezenas de produtos fabricados em Japeri, um orgulho para quem ama a cidade.
Na fábrica de Japeri trabalham centenas de pessoas e vários moradores da cidade.
Loja conceito
A primeira loja conceito da Granado foi inaugurada em 2005, no primeiro endereço da farmácia, no Centro do Rio de Janeiro. Quando começou se a pensar na modernização da marca, ficou claro que o que a empresa tinha de mais rico era o seu acervo, que foi muito bem conservado pela família Granado.

Vitrines originais, almofarizes, balanças, propagandas de época, quadros e algumas embalagens centenárias ganharam destaque na decoração. A parede de tijolos de demolição e a iluminação quente e indireta criavam o ambiente das farmácias do Século XIX.
Uma releitura de uma mesa de manipulação na entrada da loja expõe as novidades como cremes, loções e sabonetes. Os consumidores encontram ainda, além dos carros-chefes, linhas exclusivas, como a Vintage.
Tratamentos também são indicados por uma farmacêutica que responde a dúvidas sobre os produtos e suas formulações, ricas em ingredientes naturais de alta qualidade. Hoje todas as lojas Granado seguem este conceito.

No exterior desde 2013, Granado & Phebo possuem uma store in store no Le Bon Marché, em Paris. Com o sucesso das vendas na loja de departamento francesa, as marcas ganharam um espaço maior e com mais visibilidade no 2º piso, que seduz pelo aspecto decorativo.

Atualmente, o complexo de Japeri trabalha com um sistema integrado e, por conta da padronização, tem facilidade, agilidade e flexibilidade para incluir novos equipamentos, em caso de futuras expansões para dar mais qualidade aos produtos feitos na Granado Japeri.

Com informações do site da Granado




Últimas Notícias


Pré-Estreia no Cinemaxx

5 dias atrás

Fique ligado!