booked.net











Publicado em 30/04/2018

O Dia da Baixada



30 de Abril – Dia da Baixada Fluminense

Não é novidade dizer que existe muita violência, calamidade, esquecimento e muitos pontos negativos na Baixada. Novidade é, no entanto, dizer que a região não se resume a isso.

Segundo o fórum cultural da Baixada, a intenção de se comemorar o Dia da Baixada Fluminense é a de celebrar os valores da região e discutir os problemas atuais, com a participação consciente de toda a sociedade.
A data foi escolhida por ser a data da inauguração da primeira estrada de ferro construída no Brasil no ano de 1854, a qual percorria pela região.

Alguns grupos culturais e instituições fazem, todo ano, comemorações para celebrar este dia.
Ontem, tivemos um evento da Rede Baixada em Cena no SESC São João de Meriti.

O evento teve como programação 5 esquetes de grupos teatrais que fazem parte da Rede e uma mesa redonda explicando um pouco sobre como é sua trajetória. É importante frisar que a Rede Baixada em Cena recebeu o prêmio Shell com a categoria inovação por ser um coletivo de grupos de teatro da Baixada que, unidos, fazem a diferença na região.

Além da Rede Baixada em Cena, existe o Fórum Cultural da Baixada que é uma entidade civil sem fins lucrativos, formado por um grupo de cidadãos, instituições e movimentos culturais interessados no desenvolvimento e pesquisa na região. No Fórum cultural encontramos um acervo sobre a história da região, próximos eventos culturais e conhecemos um pouco do núcleo cultural e social que se encontram ativos na Baixada.

O Fórum Cultural realiza reuniões em vários municípios da Baixada visando a troca entre grupos e a união, assim, fazendo a força.

Podemos perceber que são anos de luta, vivência e resistência fazendo parte da Baixada para os moradores e grupos culturais e sociais. Existem vários grupos e muitas histórias incríveis na região que não são reconhecidas muitas vezes nem pela própria população.

Infelizmente, ainda é um problema, o número de teatros e espaços culturais em vista da quantidade de municípios existentes em toda a região, e muitos grupos e instituições ficam com a necessidade de ir para o Centro realizar seus espetáculos.

O mesmo precisa ser dito para o transporte público, já que existe um número muito maior de empresas na metrópole e a maioria da população da Baixada precisa descolar para os centros urbanos de uma forma desumana, por trens, ônibus e digo até metrôs, superlotados.
Talvez esse fato pode ser por conta da necessidade midiática em denotar a Baixada como um lugar hostil e inferior.

Sem duvida nosso papel é e vai continuar sendo resistir e lutar por condições melhores, por reconhecimento dos trabalhos culturais e sociais e mostrar que a Baixada Fluminense é rica de coisas incríveis.




Últimas Notícias



Fique ligado!