booked.net











Publicado em 13/10/2015

Alunos de Japeri ajudam na criação de aplicativo para celular



Foto Marllon Guedes_DSC8511

Discutir nos direitos sexuais e reprodutivos junto aos adolescentes e jovens adultos de forma mais interativa e compatível com a atual forma de comunicação deste público. Este é o objetivo da ONG de direitos humanos CEPIA (Cidadania, Estudo, Pesquisa, Informação e Ação). Uma parceria com o Rock Pense!, coletivo de cultura antissexista da Baixada Fluminense, e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), levou a ONG à E. M. Bernardino de Melo, no Centro de Engenheiro Pedreira, para conversar com alunos da unidade sobre o tema.

O encontro com os estudantes fez parte de uma série de reuniões que a CEPIA vem promovendo desde março em diversas escolas e universidades do Rio de Janeiro e que já teve a participação de centenas de jovens. Em um bate-papo informal, eles tiram dúvidas sobre relações sexuais na adolescência e dão sugestões de conteúdo para a criação de um aplicativo de celular que vai abordar os direitos sexuais e reprodutivos, além da gravidez não planejada.

“Este aplicativo será voltado para jovens entre 12 e 21 anos e acreditamos que ele só será eficaz se for construído com a participação deles. Realizamos oficinas que abordam temas relacionados ao sexo e construímos com o público-alvo a linguagem que será utilizada no aplicativo. Queremos que eles se sintam parte deste trabalho”, explica a coordenadora de projetos da CEPIA, Mariana Basterd, que conta como a ferramenta poderá ser utilizada. “Ele trará situações cotidianas como o que a garota deve fazer após ter relação sexual sem o uso da camisinha. Dentre as opções, estará a que diz que ela deve procurar atendimento médico no posto de saúde mais próximo”.

Uma das atividades realizadas durante a oficina para a elaboração do aplicativo, que poderá ser baixado gratuitamente, é a escolha de um nome para ele, por meio de votação. O aplicativo deverá ser finalizado até o fim do ano e disponibilizado para download já no início de 2016.




Últimas Notícias



Fique ligado!