booked.net



Publicado em 19/08/2015

Sono e cansaço no meio de um dia de trabalho: é normal?



Nada fácil sair da cama de manhã com a sensação de ainda ter muito sono para dormir. Um banho até ajuda a acordar. Café preto também. Mas basta sentar-se no trabalho ou iniciar as atividades do dia que em pouco segundos vem aquela sensação de exaustão e cansaço. Os olhos não se aguentam abertos. Focar a atenção vai ficando cada vez mais difícil e executar uma tarefa simples muitas vezes requer um esforço gigantesco. Fora o peso do corpo, que de repente parece ter uma tonelada. Quais as causas para tanto sono e cansaço?

Vamos entender e, dentro do possível, tentar resolver.

Primeiro passo: avalie suas horas de sono. Se você tem tempo suficiente para dormir uma média de 8 horas por noite e mesmo assim se sente extremamente cansado no dia seguinte, sugiro uma avaliação médica; pois há muitas causas orgânicas para a fadiga crônica. Se este não é o seu caso, passe para o segundo passo.

 

Segundo passo: faça uma lista de todas as atividades, e seus respectivos horários, para as quais você se impôs dar conta todos os dias. Não se surpreenda ao perceber que há mais tarefas para cumprir em 24 horas do que sua capacidade humana aguenta. Resultado: repare como você necessariamente teve que optar por tirar das horas do seu sono o tempo para estar desperto fazendo uma coisa qualquer.

Não pense que essa conta não chega mais tarde. Retirar 1 hora do seu  sono por noite significa retirar quase uma noite inteira do seu sono por semana. Faça mais contas: retirar 2 horas do seu sono por noite significa suprimir da sua vida 7 noites de sono por mês, ou seja, uma semana de sono a menos a cada mês!!! Já pensou nisso?

 

O resultado a médio prazo você já sabe qual é: sono constante, cansaço crônico e incapacidade física e mental para suportar um dia normal de trabalho.

Muitas pessoas, no entanto, podem contra-argumentar dizendo que a rotina é extenuante, pois precisam estudar e trabalhar ou ter dois empregos para viver. Pode ser. Mas dentro destes cenários, há que se priorizar também os momentos de sono, pois sua falta implicará, necessariamente, no baixo rendimento de todas as outras atividades, sem falar no comprometimento à própria saúde.

Como fazer? Organize-se.

Faça um planejamento de suas atividades, onde as horas de sono necessariamente devem ser entendidas como essenciais e não como um tempo descartável. Planeje dormir o tempo que precisar. Pelo menos duas  vezes na semana não tenha hora para acordar. Seria possível dormir por uma hora, mais ou menos, depois do almoço? Avaliar estas possibilidades com clareza e determinação fará surgir soluções não antes sonhadas.

O sono é uma poupança que você faz para uma vida saudável. Não economize seu tempo de sono. Dormir é sua garantia de saúde a curto, médio e longo prazos.

Sonhe. De preferência dormindo.

 

 

Fonte: http://g1.globo.com/bemestar/blog/doutora-ana-responde/autor/dra-ana-escobar/5.html




Últimas Notícias



Fique ligado!