Carnaval: quem se informa, aproveita mais - Site Japeri Online
SETEMBRO AMARELO

Japeri

Participe do nosso grupo no
WhatsApp


Japeri
Japeri
Japeri
Japeri

Carnaval: quem se informa, aproveita mais


Esta semana o Brasil inteiro entra em “estado de carnaval”. Isso significa que a vida dos brasileiros vai se nortear pela perspectiva do que se vai fazer ou onde se vai estar na semana dos feriados mais famosos deste país. No carnaval, tudo entra em modo “pausa”: a política e os políticos (estes aí estão já há algum tempo), escolas, unidades de saúde, serviços públicos, escritórios…enfim…o país dá sua tradicional “parada”.

 

Os blocos já estão nas ruas e atrás deles uma multidão que vai para se divertir, num “esquenta” para os dias de carnaval.

 

Tudo certo e tudo muito gostoso. No entanto, para a diversão do carnaval trazer saúde e boas lembranças, alguns cuidados são essenciais para preservar sua alegria e paz em todos os outros  dias que seguem a quarta feira de cinzas.

 

A maioria de vocês muito provavelmente já sabe o que se segue. Saber é uma coisa. Colocar em prática é outra bem diferente e esta última, sim, é que faz a diferença. Por isso, nunca é demais lembrar. Três avisos, apenas:

  1. JAMAIS dirija com sono ou depois de beber. JAMAIS entre no carro de quem vai dirigir com sono ou que bebeu. Morrer é “apenas” um dos problemas. Mas há outros também, como matar as pessoas que estão com você no carro (com as quais certamente você tem ligações emocionais);  ou matar inocentes desconhecidos, suas famílias e seus amigos, que por azar cruzaram o seu bêbado e/ou sonolento caminho; ou ser o responsável por sequelas definitivas (paraplegia ou tetraplegia, por exemplo) nas vidas dos que passaram perto de você neste carnaval.

Ciclistas: treinar seu pedal cedinho nas estradas pode dar muito prazer. Entendo. Mas o carnaval definitivamente NÃO é a época mais apropriada para isso. Aliás, cuidado com as estradas. Todos os dias do ano.

  1. SEMPRE  USE CAMISINHA.  Jovens de hoje veem a AIDS como doença ultrapassada, de 30 anos atrás. Tornou-se história contada e não mais vivida. Inocente engano. Vejam os dados reportados no  ano passado:  o HIV triplicou em jovens de 15 -19 anos nos últimos 10 anos. Além disso, a incidência da sífilis aumentou em todas as regiões do Brasil; a gonorreia está mais difícil e resistente para tratar e o HPV relaciona-se também a câncer de garganta. Por isso tudo a camisinha deve estar na bolsa ou no bolso de todos neste carnaval.

Importante lembrar também que existe o que se chama de profilaxia pós exposição pelo HIV. Isso significa que pessoas que tiveram exposição ou uma relação sexual suspeita devem procurar um serviço público de saúde, idealmente até 72 horas após a exposição, para ver se tem indicação de receber uma droga antiviral que os protegerá de uma possível contaminação pelo HIV. Divulguem.

Reiterando, incansavelmente: USEM CAMISINHA.

  1. Joguem o LIXO NAS LIXEIRAS. Não há lixeiras suficientes? Não deve haver mesmo, neste país continental. Use sua imaginação e, mesmo em pleno carnaval, com trios elétricos te embalando, pense em uma forma de armazenar seu lixo e  não entupir as ruas de garrafas, copos, plásticos ou o que mais te ocorrer jogar no chão. O Aedes aegypty aí está se proliferando e levando com ele, de forma explosiva, como a Organização Mundial de Saúde afirmou nesta semana, o zika vírus, deixando nossos bebês e suas famílias irreversivelmente comprometidos. Além do zika, pode também transmitir a dengue, a febre chicungunya, e a febre amarela, como sabemos. Só para lembrar, o Aedes consegue se proliferar em uma única tampinha de garrafa com água. Por isso, use sua imaginação para se livrar do seu lixo. Não o jogue no chão, se não houver lixeiras disponíveis.

 

Fonte: http://g1.globo.com/bemestar/blog/doutora-ana-responde/





Parceiros




  • Open chat